Claro dos Poções
Claro dos Poções - Minas Gerais - ano VIII - quarta-feira, 26 de novembro de 2014
 
15/10/2010
Presa quadrilha de contrabandistas de cigarros chefiada por policial militar de Claro dos Poções


* Matéria: Jornal O Norte de Minas

"15/10/2010 - 09h10m
Rubens Santana
Repórter/Jornal "O Norte de Minas"

Um policial militar e mais onze membros de uma quadrilha que contrabandeava cigarros no Norte de Minas foram presos pela polícia federal na manhã de ontem, quinta-feira, em Montes Claros, durante cumprimento de 12 mandados de prisão preventiva e 19 de busca e apreensão expedidos pela justiça federal. Os membros da quadrilha eram todos da mesma família.

Segundo Fernando Antônio Bonhsack, chefe da polícia federal em Montes Claros, agentes federais monitoravam a família contrabandista e o policial militar há mais de nove meses. Cerca de 100 policiais federais cumpriram os mandados e 50 mil maços de cigarros foram apreendidos, além de veículos, documentos, aves silvestres, armas e munições pertencentes a um policial militar reformado, que pagou fiança e foi liberado.

Ainda de acordo com a PF, o policial militar Antonio Evilásio Pereira Ruas, o cabo Vila, lotado no destacamento da cidade de Claro dos Poções, comandava a quadrilha. Além dele, foram presos: Clerden Pereira Gomes, Diógenes Phillype Pereira Ruas, Mércia Aparecida Pereira Ruas Cardoso, Ediva Gonçalves de Melo, Everaldo Pereira Ruas, Eliane Ferreira de Jesus, Heliaria Alves da Silva, João Gonçalves Santos Filho, Jose Geraldo de Souza Aguiar, Luciano Dias Veloso e Marlene Pereira Lopes. A quadrilha era especializada na distribuição de cigarros contrabandeados e funcionava como uma empresa.

- A empresa tinha a figura do chefe, que era o policial militar, gerente pela parte contábil e distribuidores. Tinha todas as características de uma organização criminosa - afirma o delegado.

As investigações apontaram que o grupo movimentava cerca de R$ 200 mil a cada compra de cigarro. Segundo a polícia, a estimativa é que os suspeitos já tenham lucrado mais de R$ 1 milhão com a venda e distribuição dos cigarros contrabandeados nos municípios mineiros.

Os integrantes da quadrilha foram indiciados pelos crimes de formação de quadrilha e descaminho/contrabando (artigos 288 e 334), posse ilegal de armas e posse de animais silvestreS (artigo 12 da lei 10.826/03e artigo 29 da lei 9.605/98).

A prisão do policial militar foi acompanhada por um oficial, que representava a corregedoria da PM e fez questão de ressaltar que a instituição é totalmente intolerante com a conduta do policial preso. O oficial disse ainda que todas as providências administrativas cabíveis serão tomadas com rigor. O cabo Antônio Evilásio foi levado para uma cela na sede do 10º batalhão da PM de Montes Claros.

- Ficamos muito tristes com esse fato, pois a polícia militar é uma corporação que usa sua força para combater os crimes. De repente, descobrimos que um dos seus integrantes estava cometendo crimes - lamenta o delegado."

Leia mais:
Polícia Federal
Correio Brasiliense - Brasília
Jornal O Tempo - Belo Horizonte
Jornal Super Notícia - Belo Horizonte
Blog Sopa Brasiguaia - Fronteira Brasil/Paraguai

Presa quadrilha de contrabandistas de cigarros chefiada por policial militar de Claro dos Poções - Clarodospocoes.com


adriano - 11/02/2011 às 15:04
dizer parabéns para policia federal!!!!!!!!!
ja era hora!!!!

juliana. - 19/10/2010 às 09:49
“"" Mas o SenhOr é a miinha defesa, e o meu Deus é rOcha do meu refúgiiio ''
deus esta com vc cabo vila, e todos nos q amamos vc..
tenha fé que isso vai passar.. em nome d jesus``

Checar e-mail
As notícias mais lidas dos últimos dias
 
Atualização
 
História | Fotos | Mural | Notícias | Contato
Clarodospocoes.com - Um pouco de Claro dos Poções para o mundo! - 2005/2014
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.